SAS Brasil lança Living Lab, primeiro polo de disseminação em telessaúde do país

Durante o 1º Workshop de Inovação em Saúde Digital, startup social lança sua mais nova inovação, um laboratório criado para ser espaço de transferência de tecnologia e capacitação de pessoas

Foi inaugurado hoje (1), o Living Lab, primeiro laboratório do Brasil com o propósito de disseminar a pesquisa e a inovação em saúde digital. Localizado no campus da Unicamp em Campinas (SP), o espaço tem expectativa de revolucionar a formação dos profissionais de saúde no Brasil, levando para o ensino superior a inovação em Saúde Digital.

Confira a matéria do lançamento

Alunos em atividade no Living Lab

“O nosso laboratório vivo é a concretização de um sonho da SAS Brasil que vem sendo construído há vários anos”, comentou Sabine Zink, CEO da SAS Brasil, ao participar do primeiro evento no ambiente. A co-fundadora da startup social contou que o Living Lab reúne o conhecimento das experiências da instituição na formação de alunos nos últimos anos. “Desde 2020 temos atuado perto dos estudantes da área de saúde, com projetos de extensão, programa de voluntariado e cursos livres. A cada experiência fomos adquirindo know-how, que articulado com o nosso modelo de atuação, nos permitiu sonhar e construir, juntamente de parcerias, o primeiro pólo de disseminação em telessaúde do Brasil”, complementou Sabine diretamente de Campinas.

O espaço está localizado no Instituto de de Otorrinolaringologia Cirurgia de Cabeça e Pescoço (IOU) e conta com a parceria da Faculdade de Ciências Médicas (FCM), ambos da Unicamp. Com a proposta de ser um ambiente acadêmico aberto aos mais diversos públicos e instituições, o Living Lab permite a realização de pesquisa, inovação e prática no campo da Saúde Digital. Com essa proposta, a expectativa é que os profissionais já formados e os que estão em formação encontrem a oportunidade de desenvolvimento profissional por meio do acesso a ferramentas digitais, assim como promover a expansão do acesso aos cuidados de saúde.

Como funcionará o laboratório?

Da tradução literal, laboratório vivo, o Living Lab levará pela primeira vez sistemas de teleconferência e plataformas de telemedicina, que tornam possível realizar consultas remotas, compartilhar informações e promover a colaboração entre os profissionais de saúde, independentemente de sua localização física. Além de sua contribuição para a assistência, o Living Lab será um espaço para o desenvolvimento de empreendedorismo de impacto na saúde, atraindo alunos, profissionais e startups que atuam na área para apresentarem suas propostas de conceito e apoiando o desenvolvimento desses negócios

Como espaço de treinamento, desenvolvimento de soluções e realização de teleatendimentos, o laboratório abre as portas para testar e validar protocolos e modelos de assistência capazes de transformar o acesso e o financiamento da saúde no Brasil e no mundo. Para isso, inicialmente ao longo dos próximos dois anos serão realizados cursos livres, treinamentos, projetos de extensão e atendimentos todos focados no desenvolvimento da Saúde Digital no Brasil. 

O evento de lançamento

Equipe que participou do workshop

Nos dias 1 e 2 de fevereiro, o Living Lab recebeu  a primeira edição do Workshop de Inovação em Saúde Digital RNP e SAS Brasil. A oficina criativa reuniu mais de 20 representantes de órgãos públicos para discutir um possível modelo de saúde digital para o Sistema Único de Saúde (SUS). O evento foi seguido de uma dinâmica com estudantes da área de saúde e voluntários da SAS Brasil para uma manhã de brainstorming sobre as possibilidades do Living Lab.